O que é a verdade?

Não foi apenas Pilatos que pôs de parte esta questão como insolúvel e, para sua função, impraticável. Ainda hoje, tanto na ágora política quanto na discussão acerca da formação do direito, a maioria sente aversão por ela. Mas, sem a verdade, o homem não se encontra a si mesmo; e, no fim de contas, abandona o campo aos mais fortes. “Redenção”, no sentido pleno da palavra, só pode consistir no fato de a verdade se tornar reconhecível. E esta se torna reconhecível, se Deus se torna reconhecível. Ele torna-se reconhecível em Jesus Cristo. N’Ele, Deus entrou no mundo, e desse modo fundou a medida da verdade no meio da história. Externamente, a verdade é impotente no mundo; como Cristo, que, segundo os critérios do mundo, é sem poder: Ele não possiu nenhuma legião. Acaba crucificado. Mas é precisamente assim, na carência total de poder, que el é poderoso, e só assim a verdade se torna força, sem cessar.

(Bento XVI – Jesus de Nazaré, v. 2)

# Compartilhar: Facebook Twitter Google+ Linkedin Technorati Digg
 
Copyright © 2013 Amigos da Cruz