Quanto te custou nos ter amado!




"Contemplai os mistérios do amor e vereis 'o seio do Pai', que 'nos deu a conhecer o Seu Filho unigênito', que é Deus (Jo 1,18). Deus é amor (cf. 1Jo 4,8) e, devido a este amor, deixou-Se ver por nós. No Seu ser inexprimível, é Pai; na Sua compaixão para conosco, tornou-Se Mãe. Ao amar, o Pai revela também uma dimensão feminina.
A prova incontestável é Aquele que gera de Si mesmo. E este Filho, fruto do amor, é amor. Por causa deste amor, Ele próprio Se baixou. Por causa deste amor, revestiu-Se da nossa humanidade. Por causa deste amor, sofreu livremente tudo o que diz respeito à condição humana. Assim, colocando-Se ao nível da nossa fraqueza porque nos amava, pôs-nos em igualdade à Sua força.
Quando estava a ponto de Se oferecer em sacrifício e Se dar a Si próprio como preço da redenção, deixou-nos um testamento novo: 'Dou-vos o Meu amor' (cf Jo 13,34; 14,27). Que amor é este? Qual o seu valor? Por cada um de nós, 'entregou a Sua vida' (1Jo 3,16), uma vida mais preciosa que todo o universo."
(São Clemente de Alexandria - publicado em Visão cristã)
# Compartilhar: Facebook Twitter Google+ Linkedin Technorati Digg
 
Copyright © 2013 Amigos da Cruz