Bendita é tu entre as mulheres…

“Por aqueles dias, Maria pôs-se a caminho e dirigiu-se à pressa para a montanha, a uma cidade da Judeia. Entrou em casa de Zacarias e saudou Isabel. Quando Isabel ouviu a saudação de Maria, o menino saltou-lhe de alegria no seio e Isabel ficou cheia do Espírito Santo. Então, erguendo a voz, exclamou: ‘Bendita és tu entre as mulheres e bendito é o fruto do teu ventre. E donde me é dado que venha ter comigo a mãe do meu Senhor? Pois, logo que chegou aos meus ouvidos a tua saudação, o menino saltou de alegria no meu seio. Feliz de ti que acreditaste, porque se vai cumprir tudo o que te foi dito da parte do Senhor.’’”
Foi bendita por Isabel da mesma maneira que havia sido pelo Anjo, para que se mostrasse digna da veneração dos anjos e dos homens. Este é o fruto que foi prometido a Davi: “É o fruto de tuas entranhas que vou colocar em teu trono” (Sl 131, 11). E não se deve estranhar que o Senhor – que havia de redimir o mundo – começasse sua obra por sua própria mãe, a fim de que ela, por quem se preparava a salvação a todos, recebesse como recompensa – a primeira – o fruto da salvação. Todo aquele que vê o Verbo de Deus em sua mente, sobe ao ponto mais alto das virtude por meio do amor, já que pode penetrar na cidade de Judá – isto é, ao castelo da confissão e do louvor – e permanecer na perfeição da fé, esperança e caridade , “como três meses" nela.
(São Beda, o venerável – Comentário sobre o Evangelho de São Lucas)
# Compartilhar: Facebook Twitter Google+ Linkedin Technorati Digg
 
Copyright © 2013 Amigos da Cruz