Alegra-te, cheia de graça!

“Ao anúncio de que, sem conhecer homem algum, ela conceberia o Filho do Altíssimo pela virtude do Espirito Santo, Maria respondeu com a ‘obediência da  Fé’, certa de que ‘nada é impossível à Deus’: ‘Eu sou a serva do Senhor, faça-se em mim segundo a tua palavra’ (Lc 1, 37-38). Assim, dando à Palavra de Deus o seu consentimento, Maria se tornou mãe de Jesus e , abraçando de todo o coração, sem que nenhum pecado a retivesse, a vontade divina de salvação, entregou-se ela mesma totalmente à pessoa e à obra de Seu Filho, para servir, na dependência dele e com Ele, pela graça de Deus, ao Mistério da Redenção:

‘Obedecendo , se fez causa de salvação tanto para si como para todo o gênero humano’. (Santo Irineu, Adv, haer.)

‘O nó da desobediência de Eva foi desfeita pela obediência de Maria; o que a Virgem Eva ligou pela incredulidade a virgem Maria desligou pela fé’ (ibdem)

‘Veio a morte por Eva e a vida por Maria’ (Lumen Gentium)’”

(Catecismo da Igreja Católica, n. 494)

# Compartilhar: Facebook Twitter Google+ Linkedin Technorati Digg
 
Copyright © 2013 Amigos da Cruz